LIVROCERES Livraria e Distribuidora de Livros

CNPJ 44.801.686/0001-95
(19) 3036-1662 e 3433-2277

R$ 0,00  
  Administração / Economia / Sociologia
  Agricultura / Hidroponia / Orgânicos
  Avicultura
  Biologia / Botânica / Genética
  Defensivos Agrí­colas
  Dicionários
  Direito Ambiental / Trabalhista / Cívil
  Meio Ambiente / Ecologia / Clima
  Engenharia / Arquitetura / Física / Química
  Entomologia / Fitopatologia / Fitotecnia
  Matemática / Estatí­stica
  Fruticultura
  Nutrição / Saúde / Culinár¡a
  Paisagismo / Jardinagem / Arquitetura
  Pecuária / Pastagem
  Peixes e Moluscos
  Plantas Medicinais
  Solos / Adubação / Fertilizantes
  Tecnologias / Recursos Hidricos
  Veterinária
  Auto-Ajuda
  Turismo
  Importados
  Infanto-Juvenil
  Zoologia
  Educação Física
  Cana de Açucar
  Apicultura
  Psicologia
  Zootecnia
  Economia
  Informática
  Negócios
  Negócios Profissionais
  Factoring
  Linguística
  Literaturas e Artes
  Saúde Humana
  Homeopatia
  Horticultura
  Ornitologia
  Aves e Fotos
  Florestal / Silvicultura
  SEBÃO / SALDÃO / PROMOÇÃO
  Contabilidade
  Métodos de Coleta de Dados no Campo
  Fitossanitário
  Morfologia
  Bioquimica/Esportes
  Plantas Medicinais
  Anatomia
  Plantas Alimentícias
  Fitopatologia
  UFP - Univ. Fed. Paraná
  UEPG
  Toxicologia
  Educação / Pedagogia
  Geografia &/Geoprocessamento
  Produção Animal
  Defesa Agropecuária
  Legislação
  Mecanização
Nome
E-mail
  

Retornar para página anterior

Solos / Adubação / Fertilizantes

DA ROCHA AO SOLO : enfoque ambiental - UFLA/FUNDECC

ISBN: 9788581270906
AUTOR: Mauro Resende & Outros
R$ 95,00

INFORMAÇÕES DO PRODUTO

DA ROCHA AO SOLO
enfoque ambiental

Autores: Mauro Resende
              Nilton Curi
              Sérvulo Batista Rezende
              Sérgio Henrique Godinho Silva
Formato: 17 cm x 24 cm
ISBN: 9788581270906
Páginas: 512
Capa : Brochura Colorida
Miolo : Colado e Costurado
Ilustrado com desenhos, gráficos e tabelas

Sobre o Livro :
. Da Rocha ao Solo tem enfoque ambiental por enfatizar os recursos água e nutrientes.
. É quase sempre difícil saber qual foi o material de origem do solo; à semelhança do grau de contribuição do psamito e do basalto na terra roxa, com diferentes graus de mistura, infere-se o material de origem a partir do solo.
. A rocha de origem dá informações sobre o potencial de fornecer alguns nutrientes, por exemplo, teor total de fósforo, de ferro; indicações sobre elementos traços e, em algumas circunstâncias, até sobre alguns minerais na fração argila: é o caso da illita (um mineral detrítico) e, talvez, da maghemita; e, mais diretamente, sobre os das frações mais grosseiras.
.No entanto, uma rocha rica (basalto) pode originar solos ácidos e pobres em nutrientes disponíveis. No Planalto Meridional, as baixas temperaturas aumentam a relação lixiviação/intemperismo e os solos, mesmo desenvolvidos de basalto, tendem a ser rasos e pobres em nutrientes.
. Rochas bem distintas como basalto e tufito, gnaisse leucocrático e granito ou granodiorito etc. podem originar solos semelhantes; é impossível, por ora, distinguir um Latossolo originado de calcário ou de ardósia do Grupo Bambuí: o solo de calcário é formado do resíduo pelítico após a remoção do carbonato. Assim, para preservar as valiosas informações petrológicas e enfatizar o critério de premiar a natureza dos solos usou-se as expressões pedogranítica, pedomáfica, pedopelítica etc… que talvez possa ser lida como, no caso da pedomáfica, rocha que origina solos como se máfica fosse e assim por diante.
. Dependendo da natureza do solo formado, as rochas são aqui grupadas para fins pedológicos e ambientais; nesse agrupamento partiu-se do solo para a rocha. Premiou-se, por esse critério, o produto final (solo). As diferenças entre os atributos das rochas são importantes, mas a convergência nos atributos-chave do solo como teor de ferro, fósforo total, teor de argila etc. têm prioridade.
. É provável que no futuro se venha a definir melhor essas classes em termos de melhor quantificação dos critérios definidores dessas "pedorrochas"… Assim, esse livro é apenas um esforço inicial onde há muito que melhorar…

Índice :
Capítulo 1 – Introdução – 13
1.1 Referências – 20
Capítulo 2 - Terra e tempo geológico – 23
2.1 A terra em mudanças – 24
2.2 Camadas da terra – 25
2.3 Origem dos continentes e mares – 27
2.4 Contribuição de novas técnicas – 29
2.5 Tempo geológico – 38
2.6 Referências – 45
Capítulo 3 - América do Sul e Brasil – 51
3.1 História geológica – Paleozoico – 51
3.2 História geológica – Mesozoico – 61
3.3 História geológica – Cenozoico – 66
3.4 Fundamentos geológicos do Brasil – 72
3.4.1 A estrutura geológica – 72
3.4.2 Pré-Cambriano brasileiro – 76
3.4.3 Correlação – 78
3.5 Referências – 79
Capítulo 4 - Mudanças climáticas – 83
4.1 Referências – 94
Capítulo 5 - Minerais, rochas e seu ciclo – 97
5.1 Minerais – 97
5.2 Rochas – 106
5.2.1 Do argilito ao granito – 107
5.2.2 Rochas ígneas – 110
5.2.3 Rochas sedimentares – 114
5.2.4 Rochas metamórficas – 117
5.2.5 Distinção entre rochas ígneas, sedimentares e metamórficas – 117
5.2.6 Ciclo das rochas – 119
5.2.7 Intemperismo – 121
5.2.8 Fácies metamórfico – 122
5.2.9 Composição, textura e estrutura – 123
5.2.10 Relações rocha-solo: algumas generalizações – 127
5.3 Referências – 135
Capítulo 6 - Rochas: Pedologia e ambiente 6.1 Blocos de Whiteside – 139
6.2 Critérios pedológicos – 140
6.2.1 Rochas pedograníticas (Gl) – 145
6.2.2 Rochas pedomáficas (G2) – 147
6.2.3 Rochas pedopelíticas (G3) – 150
6.2.4 Rochas pedopsamíticas (G4) – 153
6.2.5 Rochas pedoferruginosas (G5) – 161
6.2.6 Rochas pedocalcárias (G6) – 164
6.2.7 Depósitos aluviais (G7) – 181
6.2.8 Rochas pedognáissicas (G8) – 184
6.2.9 Rochas pedopsefíticas (G9) – 186
6.2.10 Depósitos orgânicos (G10) – 189
6.3 Referências – 193
Capítulo 7 - Pedogênese e erosão 7.1 Referências – 210
Capítulo 8 - Radiação, água e nutrientes 8.1 Radiação – 214
8.2 Água – 218
8.3 Nutrientes – 239
8.3.1 Um pouco de história – 242
8.3.2 O fator tempo – 245
8.3.3 Minerais e indicadores – 248
8.4 A atuação do bioclima – 265
8.5 estrutura da rocha – 272
8.6 Referências – 274
Capítulo 9 - Paisagens: Cortes e sequências 9.1 O que sobrou após intensa erosão – 277
9.2 Macroformas – 280
9.3 Rocha-Solo: substrato, tempo, nutrientes, vegetação – 283
9.4 Cortes e achegas – 287
9.4 Referências – 314
Capítulo 10 - Questões e cálculos 10.1 Material de origem e qualidade do solo – 317
10.2 Grupo das pedomáficas (G2) – 320
10.3 Grupo das pedopelíticas (G3) – 323
10.4 Rochas pedocalcárias (G6) – 330
10.5 Grupo depósitos aluviais (G7) – 341
10.6 Grupo de rochas pedognáissicas (G8) – 345
10.7 Depósitos orgânicos – 347
10.8 Rochas semelhantes e solos diferentes – 349
10.9 Argila ao granito – 353
10.10 Rocha: uma fase do ciclo dos minerais – 378
10.11 Transformação de rochas pedopelíticas – 383
10.12 Teor de Fe no solo: modelo e conseqüências – 399
10.13 Referências – 404
Capítulo 11 - Perguntas para reflexão – 409


 
Promoções
CULINÁRIA COM PRODUTOS CAPRINOS:74 RECEITAS DELICIOSAS
de R$ 20,00
por R$ 10,00
Ecnomize R$ 10,00

Melhoramento de Fruteiras Tropicais
de R$ 77,00
por R$ 72,00
Ecnomize R$ 5,00

MANUAL DE TAXONOMIA VEGETAL - SALDÃO
de R$ 49,00
por R$ 30,00
Ecnomize R$ 19,00

MADEIRAS BRASILEIRAS: guia de combinação e substituição
de R$ 79,00
por R$ 71,00
Ecnomize R$ 8,00


Como Comprar || Termos de Uso || Fretes e Entrega || Garantia dos produtos || Segurança || Politica de Privacidade || Quem Somos ||
Mapa do Site || Contatos || Indique nossa loja