LIVROCERES Livraria e Distribuidora de Livros

CNPJ 44.801.686/0001-95
(19) 3036-1662 e 3433-2277

R$ 0,00  
  Administração / Agronegócios
  Agricultura / Hidroponia / Orgânicos
  Avicultura
  Biologia / Botânica / Genética
  Defensivos Agrí­colas
  Dicionários
  Direito Ambiental / Trabalhista / Cívil
  Meio Ambiente / Ecologia / Clima
  Engenharia / Arquitetura / Física / Química
  Entomologia / Fitopatologia / Doenças
  Matemática / Estatí­stica
  Fruticultura
  Nutrição / Saúde / Culinár¡a
  Paisagismo / Jardinagem / Arquitetura
  Pecuária
  Peixes e Moluscos
  Plantas Medicinais
  Solos / Adubação / Fertilizantes
  Tecnologias / Recursos Hidricos
  Veterinária
  Auto-Ajuda
  Turismo
  Importados
  Infanto-Juvenil
  Zoologia
  Educação Física
  Cana de Açucar
  Apicultura
  Psicologia
  Zootecnia
  Economia / Estatí­stica
  Informática
  Negócios
  Negócios Profissionais
  Factoring
  Linguística
  Literatura
  Saúde Humana
  Homeopatia
  Horticultura
  Ornitologia
  Aves e Fotos
  Florestal / Silvicultura
  SALDÃO
  Contabilidade
  Métodos de Coleta de Dados no Campo
  Fitossanitário
  Morfologia
  Bioquimica/Esportes
  Plantas Medicinais
  Anatomia
  Plantas Alimentícias
  Fitopatologia
  Fitopatologia
  UFP - Univ. Fed. Paraná
  UEPG
Nome
E-mail
  

Retornar para página anterior

Entomologia / Fitopatologia / Doenças

DIAGNOSE DE FITONEMATOIDES - MILLENNIUM

ISBN: 978-85-7625-339-6
AUTOR: Oliveira , Santos & Silva Castro
de: 195,00
por: R$ 180,00
Economize: R$ 15,00

INFORMAÇÕES DO PRODUTO

DIAGNOSE DE FITONEMATOIDES

Organizadores : Claudio Marcelo Gonçalves de Oliveira
                        Maria Amélia dos Santos
                        Leonardo Humberto Silva e Casto

Edição / Ano : 1ª Edição 2016
Páginas : 368
Formato : 27 cm x 21 cm
Capa / Acabamento: Brochura - Miolo Costurado
ISBN : 978-85-7625-339-6

Sobre o Livro :

Os nematóides têm grande poder destrutivo em plantas. A limitação de meios para a sua identificação, principalmente em estágios precoces de infestação, constitui grande entrave para a realização de diagnose e, portanto, ao manejo.
Cientes da necessidade em difundir os avanços das pesquisas nesta área os organizadores reuniram vinte e nove dentre os mais renomados especialistas em matérias relacionadas para discorrer sobre a importância dos nematoides parasitos de planta na agricultura, sua diagnose no campo, os serviços de laboratório para diagnose das nematoses, e chaves para a identificação dos principais gêneros desses parasitos.

Além das clássicas ferramentas de diagnose apresenta também as modernas técnicas moleculares demonstrando que a integração da descrição morfológica, incluindo detalhes obtidos pela microscopia de varredura, quando disponível, com os dados moleculares obtidos pelas técnicas modernas tornará as diagnoses muito mais seguras.

Índice / Sumário :
1. Importância dos fitonematoides na agricultura
Everaldo Antônio Lopes - Silamar Ferraz
1. Considerações preliminares
2. Prejuízos causados por fitonematoides
3. Interações com outros patógenos
4. Considerações finais
5. Referências bibliográficas

2. Diagnose de fitonematoides no campo, técnicas de amostragem e geoestatística
Maria Amelia dos Santos - Leonardo Humberto Silva e Castro - Ednaldo Carvalho Guimarães
1. Considerações preliminares
2. Sintomatologia
2.1. Sintomas
2.1.1. Nematoides parasitos de órgãos subterrâneos
2.1.2. Nematoides parasitos de parte
2.2. Sinais
2.2.1. Fatores que influenciam a distribuição e a densidade de nematoides
2.2.1.1. Melhor época para coletar amostras
2.2.1.2. Planejamento antes de proceder a coleta
2.2.1.3. Coleta de amostras e cuidado com as amostras coletadas
3. Distribuição espacial de nematoides
3.1. Análise exploratória
3.2. Análise da dependência espacial por meio do semivariograma
3.3. Interpolação por Krigagem e mapeamento
4. Considerações finais
5. Referências bibliográficas

3. Gênero Meloidogyne: diagnose através de eletroforese de isoenzimas emarcadores SCAR
Regina Maria Dechechi Gomes Carneiro - Jessica da Mata dos Santos Monteiro - Uiara Cavalc ante Silva -
Guill ermo Gomes
1. Considerações preliminares
2. Diagnóstico de Meloidogyne spp
2.1. Identificação com base em métodos bioquímicos
2.2. Identificação de espécies com base nos marcadores SCAR
3. Características e diagnose das espécies de Meloidogyne detectadas no Brasil
3.1. Meloidogyne exigua Göldi (1887) (espécie tipo do gênero)
3.2. Meloidogyne arenaria Neal (1889), Chitwood (1949)
3.3. Meloidogyne brasiliensis Charchar e Eisenback (2002)
3.4. Meloidogyne coffeicola Lordello e Zamith (1960)
3.5. Meloidogyne enterolobii Yang e Eisenback (1983) [= M. mayaguensis Rammah e Hirschman (1988)]
3.6. Meloidogyne ethiopica Whitehead (1968)
3.7. Meloidogyne graminicola Golden e Birchfield (1965)
3.8. Meloidogyne hapla Chitwood (1949)
3.9. Meloidogyne hispanica Hirschmann (1986)
3.10. Meloidogyne incognita Kofoid e White (1919), Chitwood (1949)
3.11. Meloidogyne inornata Lordello (1956)
3.12. Meloidogyne javanica Treub (1885), Chitwood (1949).
3.13. Meloidogyne konaensis Eisenback, Bernard e Schmitt (1995)
3.14. Meloidogyne luci Carneiro, Correa, Almeida, Gomes, Mohammaddeimi e Karssen (2014)
3.15. Meloidogyne morocciensis Rammah e Hirschmann (1990)
3.16. Meloidogyne paranaensis Carneiro, Carneiro, Abrantes, Santos e Almeida (1996)
3.17. Meloidogyne petuniae Charchar, Eisenback e Hirschmann (1999)
3.18. Meloidogyne phaseoli Charchar, Eisenback, Charchar e Boiteux (2008)
3.19. Meloidogyne polycephannulata Charchar, Eisenback, Vieira, Fonseca-Boiteux e Boiteux (2009)
3.20. Meloidogyne pisi Charchar, Eisenback, Charchar e Boiteux (2008)
4. Considerações finais
5. Referências bibliográficas

4. Gênero Pratylenchus
Vilmar Gonzaga - Jaime Maia dos Santos - Renata Santos de Mendonça - Maria Amélia dos Santos
1. Considerações preliminares
2. Posição taxonômica e nomenclatura
3. Caracteres morfológicos e morfométricos utilizados para a identificação de espécies de Pratylenchus
4. Identificação de importantes espécies de Pratylenchus que ocorrem no Brasil
4.1. Pratylenchus brachyurus
4.2. Pratylenchus coffeae
4.3. Pratylenchus jaehni
4.4. Pratylenchus zeae
4.5. Pratylenchus penetrans
4.6. Pratylenchus vulnus
5. Chave para identificação das mais importantes espécies de Pratylenchus que ocorrem no Brasil
6. Diagnóstico molecular em Pratylenchus spp
7. Considerações finais
8. Referências bibliográficas

5. Gênero Aphelenchoides
Dalila Sêni de Jesus - Juvenil Enrique Cares
1. Considerações preliminares
2. Posição taxonômica de Aphelenchoides spp
3. Características gerais e caracteres diagnósticos para a identificação de espécies do gênero Aphelenchoides
4. Caracteres taxonômicos diagnósticos em Aphelenchoides spp
4.1. Término caudal
4.2. Comprimento do saco pós-vulvar (PVS)
4.3. Incisuras no campo lateral
4.4. Posição do poro excretor em relação ao anel nervoso
4.5. Comprimento do corpo (L)
4.6. Valor "a"
4.7. Forma da cauda e valor "c'"
4.8. Forma da região labial e comprimento do estilete
5. Espécies de Aphelenchoides parasitas de plantas
5.1. Aphelenchoides besseyi Christie (1942).
5.1.1. Importância econômica
5.1.2. Biologia, sintomatologia e manejo
5.2. Aphelenchoides fragariae (RITZEMA BOS, 1891) Christie (1942) e A. ritzemabosi (SCHWARTZ, 1911) Steiner e Buhner (1932)
5.2.1. Importância econômica
5.2.2. Biologia, sintomatologia e manejo
5.3. Aphelenchoides subtenuis (COBB, 1926) Steiner e Buhrer (1942)
5.3.1. Importância econômica
5.3.2. Biologia, sintomatologia e manejo
5.4. Aphelenchoides arachidis Bos (1977)
5.4.1. Importância econômica
5.4.2. Biologia, sintomatologia e manejo
6. Identificação das espécies de Aphelenchoides
7. Métodos moleculares aplicados à diagnose de Aphelenchoides
8. Considerações finais
9. Agradecimento
10. Referências bibliográficas

6. Gêneros Xiphinema e Xiphidorus
Claudio Marcelo Gonçalves de Oliveira - Roy Neilson
1. Considerações preliminares
2. Classificação e taxonomia de Longidoridae
2.1. Posição taxonômica
2.2. Taxonomia de Longidoridae
2.3. Taxonomia de Xiphinema e Xiphidorus
2.3.1. Xiphinema
2.3.2. Xiphidorus
3. Importância econômica dos longidorídeos
3.1. Trasmissão de viroses
3.2. Danos diretos
4. A família Longidoridae na América Latina
5. Ocorrência e distribuição de espécies de Xiphidorus e Xiphinema no Brasil
5.1. Espécies do grupo Xiphinema americanum
5.1.1. Xiphinema brevicolle Lordello e Costa (1961)
5.1.2. Xiphinema californicum Lamberti e Bleve-Zacheo (1979)
5.1.3. Xiphinema diffusum Lamberti e Bleve-Zacheo (1979)
5.1.4. Xiphinema oxycaudatum Lamberti e Bleve-Zacheo (1979)
5.1.5. Xiphinema peruvianum Lamberti e Bleve-Zacheo (1979)
5.1.6. Xiphinema luci Lamberti e Bleve-Zacheo (1979)
5.2. Outras espécies (não pertencentes ao grupo X. americanum)
5.2.1. Xiphinema basiri Siddiqi (1959)
5.2.2. Xiphinema brasiliense Lordello (1951)
5.2.3. Xiphinema clavicaudatum Huang, Uesugi e Raski (1987)
5.2.4. Xiphinema costaricense Lamberti e Tarjan (1974)
5.2.5. Xiphinema dimidiatum Loof e Sharma (1979)
5.2.6. Xiphinema elongatum Schuurmans, Stekhoven e Teunissen (1938)
5.2.7. Xiphinema ensiculiferum (COBB, 1893) Thorne (1937)
5.2.8. Xiphinema fluminense Huang, Uesugi e Raski (1987)
5.2.9. Xiphinema georgianum Lamberti e Bleve-Zacheo (1979)
5.2.10. Xiphinema guillaumeti Germani (1989)
5.2.11. Xiphinema krugi Lordello (1955)
5.2.12. Xiphinema longicaudatum Luc (1961)
5.2.13. Xiphinema ifacolum Luc (1961)
5.2.14. Xiphinema paritaliae Loof e Sharma (1979)
5.2.15. Xiphinema index Thorne e Allen (1950)
5.2.16. Xiphinema machoni Hunt (1980)
5.2.17. Xiphinema pachtaicum (Tulaganov, 1938) Kirjanova (1951)
5.2.18. Xiphinema parasetariae Luc (1958)
5.2.19. Xiphinema paulistanum Carvalho (1965)
5.2.20. Complexo Xiphinema setariae/vulgare
5.2.21. Xiphinema surinamense Loof e Maas (1972)
5.2.22. Xiphinema torvum Siddiqi (2000)
5.2.23. Xiphinema vicarium Siddiqi (2000)
5.2.24. Xiphinema variegatum Siddiqi (2000)
5.3. Espécies de Xiphidorus
5.3.1. Xiphidorus amazonensis Uesugi, Huang e Cares (1985)
5.3.2. Xiphidorus balcarceanus Chaves e Coomans (1984)
5.3.4. Xiphidorus minor Rashid, Coomans e Sharma (1986)
5.3.5. Xiphidorus parthenus Monteiro, Lordello e Nakasono (1981)
5.3.6. Xiphidorus yepesara Monteiro (1976)

6. Chave para identificação de espécies de Xiphinema assinaladas no Brasil

7. Chave dicotômica para identificação das espécies de Xiphidorus
8. Considerações finais
9. Agradecimentos
10. Referências Bibliográficas

7. Gênero Heterodera
Larissa de Brito Caixeta - Cleber Furlanetto - Juvenil Enrique Cares
1. Considerações preliminares
2. Posição taxonômica de Heterodera
3. Características gerais e caracteres diagnósticos para a identificação de espécies de Heterodera
4. Caracteres taxonômicos diagnósticos em Heterodera glycines
4.1. Morfologia do juvenil
4.2. Morfologia do macho
4.3. Morfologia da fêmea
5. Importância econômica
6. Biologia, sintomatologia e manejo
7. Raças e HG types
8. Caracterização bioquímica e molecular de H. glycines
9. Considerações finais
10. Referências bibliográficas

8. Gênero Rotylenchulus
Carina Mariani Leite Lopes - Reinaldo Rodrigues Pimentel - Juvenil Enrique Cares
1. Considerações preliminares
2. Posição taxonômica de Rotylenchulus
3. Características gerais para a identificação de espécies de Rotylenchulus (JATALA, 1991)
4. Caracteres taxonômicos diagnósticos em R. reniformis (DASGUPTA et al., 1968)
5. Caracteres taxonômicos diagnósticos em R. parvus (DASGUPTA et al., 1968)
6. Espécies de Rotylenchulus
7. Espécies de importância econômica
7.1. Rotylenchulus reniformis
7.1.1. Importância econômica
7.1.2. Biologia e sintomatologia
7.2. Rotylenchulus parvus
7.2.1. Importância econômica
7.2.2. Biologia e sintomatologia
8. Medidas de controle
9. Chave para identificação de espécies de Rotylenchulus Jatala (1991) revisada a partir de Dagsputa et al. (1968)
10. Identificação molecular de Rotylenchulus
11. Considerações finais
12. Referências bibliográficas

9. Gênero Radopholus
Jansen Rodrigo Pereira Santos - Juvenil Enrique Cares
1. Considerações preliminares
2. Posição taxonômica de Radopholus
3. Características gerais para a identificação de espécies de Radopholus
4. Espécies de Radopholus
5. Espécies de importância econômica
5.1. Radopholus similis
5.1.1. Importância econômica
5.1.2. Caracteres taxonômicos diagnósticos
5.1.3. Biologia e sintomatologia
5.2. Radopholus citri
5.2.1. Importância econômica
5.2.2. Caracteres taxonômicos diagnósticos
5.2.3. Biologia e sintomatologia
5.3. Radopholus nativus
5.3.1. Importância econômica
5.3.2. Caracteres taxonômicos diagnósticos
5.3.3. Biologia e sintomatologia
5.4. Radopholus musicola
5.4.1. Importância econômica
5.4.2. Caracteres taxonômicos diagnósticos
5.4.3. Biologia e sintomatologia
5.5. Radopholus duriophilus
5.5.1. Importância econômica
5.5.2. Caracteres taxonômicos diagnósticos
5.5.3. Biologia e sintomatologia
5.6. Radopholus arabocoffeae
5.6.1. Importância econômica
5.6.2. Caracteres taxonômicos diagnósticos
5.6.3. Biologia e sintomatologia
6. Medidas de controle
7. Chave de identificação de Radopholus
8. Identificação molecular de Radopholus
9. Considerações finais
10. Referências bibliográficas

10. Gênero Tylenchulus
Daniela Rossato Stefanelo - Juvenil Enrique Cares
1. Considerações preliminares
2. Posição taxonômica de Tylenchulus Cobb (1913)
3. Características Gerais do Gênero Tylenchulus
4. Características gerais para a identificação de espécies de Tylenchulus
5. Caracteres taxonômicos diagnósticos em Tylenchulus semipenetrans
6. Importância agrícola de Tylenchulus semipenetrans
7. Medidas de Controle
8. Chave de identificação de Tylenchulus
9. Identificação molecular de Tylenchulus
10. Considerações finais
11. Referências bibliográficas

11. Serviços laboratoriais de diagnose de doenças causadas por fitonematoides
Rosângela D'Arc de Lima Oliveira - Sílvia Renata Siciliano Wilc ken
1. Considerações preliminares
2. Estrutura e serviços oferecidos pelos laboratórios de Nematologia
2.1. Estrutura do laboratório
2.2. Serviços laboratoriais
2.3. Amostragem
2.4. Área a ser amostrada
2.4.1. Tamanho da área
2.4.2. Condições do solo
2.4.3. Características e histórico da área
2.4.4. Momento da amostragem
2.4.5. Equipamentos ou acessórios
2.4.6. Caminhamento
2.4.7. Local da amostragem
2.4.8. Retirada da amostra
2.4.9. Composição da amostra
2.4.10. Armazenamento
2.4.11. Encaminhamento
3. Métodos de extração de nematoides
3.1. Métodos de extração de nematoides do solo
3.1.1. Funil de Baermann (BAERMANN, 1917)
3.1.2. Flotação Centrífuga em Solução de Sacarose (JENKINS, 1964)
3.2. Métodos de extração de nematoides de raízes
3.2.1. Funil de Baermann (BAERMANN, 1917)
3.2.2. O método de COOLEN e D'HERDE (1972)
3.2.3. Dissecação direta do tecido da planta
3.3. Métodos de extração de nematoides da parte aérea de plantas
3.4. Métodos de extração de cistos de Heterodera glycines
3.4.1. Extração de cistos a partir de solo seco (SHEPHERD, 1970) 3.4.2. Extração de cistos a partir de solo úmido: método da sacarose densa (DUNN, 1969)
4. Quantificação e separação por grupos ou gênero
4.1. Preparo de lâminas
4.1.1. Lâminas temporárias (COBB, 1918)
4.1.2. Lâminas permanentes
4.1.2.1. Método rápido em glicerina (BAKER, 1953)
4.1.2.2. Montagem Permanente de SEINHORST (1959)
4.2. Montagem das lâminas
5. Considerações finais
6. Referências bibliográficas

12. Chave ilustrada de identificação dos principais gêneros de fitonematoides no Brasil baseada em caracteres das fêmeas
Luiz Carlos Camargo Barbosa Ferraz
1. Considerações preliminares
2. Sobre as chaves de identificação
3. Chave ilustrada de identificação dos principais gêneros de fitonematoides no Brasil baseada em caracteres das fêmeas
4. Considerações finais, créditos das figuras e agradecimentos
5. Referências bibliográficas

13. Técnicas clássicas da diagnose de fitonematoides
Mário Massayuki Inomoto

1. Considerações preliminares
2. Desvantagens da microscopia de luz
3. Vantagens da microscopia de luz
4. Aplicação da microscopia de luz em clínicas nematológicas agrícolas
4.1. Análise nematológica e manejo dos nematoides da cana-de-açúcar
4.2. Identificação dos nematoides das lesões (Pratylenchus zeae e P. brachyurus)
4.3. Identificada a espécie de Pratylenchus, o que fazer com essa informação?
4.4. Identificação da espécie de nematoide das galhas
4.5. Identificada a espécie de Meloidogyne, o que fazer com essa informação?
4.6. Registro dos fitonematoides de importância secundária...
4.7. Análise nematológica e manejo dos nematoides da soja
5. Considerações finais
6. Referências bibliográficas

14. Diagnose molecular de nematoides parasitos de plantas / Molecular diagnostics of plant-parasitic nematodes
David Roberts - Claudio Marcelo Gonçalves de Oliveira - Roy Neilson - Vivian Blok
1. Promotores globais do manejo de nematoides / Global drivers of nematode management
2. A importância da identificação correta de espécies de nematoides / The importance of identifying the correct nematode species
3. Um diagnóstico molecular ideal seria. / An ideal molecular diagnostic would be
4. Preparação da amostra / Sample preparation
5. Validação / Validation
6. Escolha do alvo molecular / Choice of molecular target
6.1. Alvos em múltiplas cópias: DNA mitocondrial e DNA ribossômico / Multi-copy targets, mtDNA and rDNA
6.2. Genes mitocondriais / Mitochondrial genes
6.3. DNA Ribossômico / Ribosomal DNA
7. Exemplos de Plataformas de Diagnóstico Molecular / Examples of Molecular Diagnostic Platforms
7.1. PCR específica / Specific PCR
7.2. Separação pelo comprimento da região ITS / Length separation
7.3. PCR-RFLP / PCR-RFLP
7.4. T-RFLP / T-RFLP
7.5. PCR em tempo real (qPCR) / Real-time PCR (qPCR)
8. Exemplos de diagnósticos disponíveis para os nematoides mais importantes
economicamente no Brasil / Examples of current diagnostics for the most economic importance nematodes in Brazil
8.1. Pratylenchus
8.2. Aphelenchoides
8.3. Xiphinema
8.4. Tylenchulus semipenetrans
8.5. Radopholus similis
8.6. Heterodera glycines
9. Considerações finais / Final considerations
10. Agradecimentos
11. Referências bibliográficas / Bibliographic references

15. Microscopia eletrônica de varredura na diagnose de fitonematoides

Jaime Maia dos Santos
1. Considerações preliminares
2. Alguns conceitos
3. Poder de resolução
4. Súmula histórica da microscopia eletrônica
5. Preparação de espécimes para a microscopia eletrônica de varredura
5.1. Limpeza do espécime
5.2. Fixação
5.3. Desidratação
5.4. Secagem do espécime
5.5. Montagem da amostra
5.6. Metalização
6. Algumas técnicas de preparação de nematoides
6.1. Padrões perineais
6.2. Espécimes vermiformes
6.3. Preparação de cistos de fitonematoides
6.4. Preparação de estiletes removidos dos nematoides
7. Considerações finais
8. Referências bibliográficas

16. Futuro da taxonomia de fitonematoides / Future of phytonematode taxonomy
Lynn Kay Carta
1. Considerações preliminares / Preliminary considerations
2. Coleções de nematoides e morfologia / Nematode collections and morphology
3. Código de barras molecular / Molecular barcodes
4. Referências bibliográficas / Bibliographic referencesNota do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos / US Department of Agriculture Note
- Autores e Colaboradores
- Atlas - Fitonematoides


Sobre os Autores:
Claudio Marcelo Gonçalves de Oliveira
Engenheiro Agrônomo formado pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP) em 1993. Mestre em Ciências pela ESALQ/USP em 1996. Doutorado (PhD) em Ciências da Vida no Scottish Crop Research Institute - University of Dundee, Dundee, Escócia, em 2004. Desde 1997 é Pesquisador Científico do Instituto Biológico e responsável pela clínica nematológica do laboratório de nematologia, em Campinas, SP. Foi editor associado da Nematologia Brasileira (2007 a 2013). Atualmente é editor associado dos periódicos Scientia Agricola e Tropical Plant Pathology. Atua na área de Nematologia de plantas, com ênfase no uso da taxonomia integrada na diagnose de nematoides.

Maria Amélia dos Santos
Engenheira Agrônoma formada pela Universidade Estadual de Londrina em 1986. Mestrado e Doutorado em Fitopatologia pela Universidade Federal de Viçosa, em 1991 e 1996. Professora Titular da Universidade Federal de Uberlândia lotada no Instituto de Ciências Agrárias, atuando na área de Nematologia Agrícola, desde 1994. Áreas de atuação: levantamento de nematoides nas principais culturas de interesse agrícola, medidas de controle no contexto do manejo integrado de nematoides e aspectos ecológicos da nematofauna envolvendo a microbiologia ambiental.

Leonardo Humberto Silva e Castro
Engenheiro Agrônomo pelo Centro Universitário do Planalto de Araxá (UNIARAXÁ) em 2012. MBA em Gestão Estratégica de Negócios pelo Instituto Nacional de Gestão Estratégica (INAGE) em 2015. MBA em Gestão de Pessoas e Coaching pela Universidade Cândido Mendes em 2016. Mestre em Agronomia (Fitotecnia) pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) em 2015. Doutorando em Genética e Melhoramento pela Universidade Federal do Espírito Santo. Áreas de atuação: genética e melhoramento de plantas, biotecnologia vegetal, fitotecnia, fitopatologia e produção vegetal.

 
Promoções
LAGARTAS DO CERRADO - Guia de Campo
de R$ 70,00
por R$ 65,00
Ecnomize R$ 5,00

ECOLOGIA DAS INTERAÇÕES PLANTAS-ANIMAIS-UMA
de R$ 180,00
por R$ 165,00
Ecnomize R$ 15,00

Marcadores Moleculares
de R$ 85,00
por R$ 80,00
Ecnomize R$ 5,00

Zooplâncton Límnico: Manual Ilustrado
de R$ 70,00
por R$ 60,00
Ecnomize R$ 10,00


Como Comprar || Termos de Uso || Fretes e Entrega || Garantia dos produtos || Segurança || Politica de Privacidade || Quem Somos ||
Mapa do Site || Contatos || Indique nossa loja