LIVROCERES Livraria e Distribuidora de Livros

CNPJ 44.801.686/0001-95
(19) 3036-1662 e 3433-2277

R$ 0,00  
  Administração / Agronegócios
  Agricultura / Hidroponia / Orgânicos
  Avicultura
  Biologia / Botânica / Genética
  Defensivos Agrí­colas
  Dicionários
  Direito Ambiental / Trabalhista / Cívil
  Meio Ambiente / Ecologia / Clima
  Engenharia / Arquitetura / Física / Química
  Entomologia / Fitopatologia / Doenças
  Matemática / Estatí­stica
  Fruticultura
  Nutrição / Saúde / Culinár¡a
  Paisagismo / Jardinagem / Arquitetura
  Pecuária
  Peixes e Moluscos
  Plantas Medicinais
  Solos / Adubação / Fertilizantes
  Tecnologias / Recursos Hidricos
  Veterinária
  Auto-Ajuda
  Turismo
  Importados
  Infanto-Juvenil
  Zoologia
  Educação Física
  Cana de Açucar
  Apicultura
  Psicologia
  Zootecnia
  Economia / Estatí­stica
  Informática
  Negócios
  Negócios Profissionais
  Factoring
  Linguística
  Literatura
  Saúde Humana
  Homeopatia
  Horticultura
  Ornitologia
  Aves e Fotos
  Florestal / Silvicultura
  SALDÃO
  Contabilidade
  Métodos de Coleta de Dados no Campo
  Fitossanitário
  Morfologia
  Bioquimica/Esportes
  Plantas Medicinais
  Anatomia
  Plantas Alimentícias
  Fitopatologia
  Fitopatologia
  UFP - Univ. Fed. Paraná
  UEPG
Nome
E-mail
  

Retornar para página anterior

Defensivos Agrí­colas

Manual de Identificação e Controle de Plantas Daninhas - 7ª Edição - INSTITUTO PLANTARUM

ISBN: 978-85-86714-45-0
AUTOR: Harri Lorenzi
R$ 55,00

INFORMAÇÕES DO PRODUTO

Manual de Identificação e Controle de Plantas Daninhas -   7ª  Edição
Autor : Harri Lorenzi  /  Plantarum

Páginas : 384 / Em cores - Todas as páginas com fotos em cores.
Papel de Alta Qualidade
Formato Tradicional : 10,5 cm x 22,0 cm
Encadernado : Capa Dura / Cor
Plantarum Editora
ISBN -  978-85-86714-45-0


Descrição

Esta obra está completando em 2017, “ 33 anos “ de vida desde a sua primeira edição.

O grande sucesso das edições anteriores, fizeram deste “ Manual “, presença indispensável na biblioteca de todos os engenheiros agrônomos, técnicos agrícolas e agricultores dedicados à produção agrícola no Brasil.

São quase 500 mil exemplares vendidos, informação da própria editora.

Esta Sétima Edição na verdade, é uma nova obra, totalmente revisada e atualizada. O número de autores participantes foi aumentado em relação às edições anteriores, visando diluir ao máximo os eventuais equívocos decorrentes do comportamento variável dos herbicidas no controle às plantas daninhas.

Os maiores especialistas no assunto, das principais regiões agrícolas do país, participaram da sua preparação, num trabalho de equipe sem precedentes. Em função disso, alguns níveis de controle de certos herbicidas para determinadas espécies daninhas foram, consequentemente, alterados em relação à edição anterior. Para cada situação, adotou-se o ponto de vista da maioria dos autores.

Visando eliminar erros de compilação e editoração gráfica, pela primeira vez esta edição foi totalmente informatizada, a começar pela contribuição dos autores, evitando-se com isso digitações posteriores a efetuada originalmente pelos autores.

Objetivando atualizá-lo e mantê-lo atualizado por mais tempo, foram acrescentados todos os novos herbicidas surgidos no mercado desde sua última edição e eliminados os que já não estão mais em uso, totalizando agora 88, os quais são princípios ativos isolados ou misturas comerciais de dois princípios ativos.

O número de espécies de plantas daninhas foi mantido como na 6ª edição “ 157 “, o mesmo ocorrendo com relação a ordem de apresentação das espécies que continua sendo a alfabética de família e gênero, contudo estes foram alterados segundo o APG III que é o sistema de classificação de plantas que hoje rege as famílias botânicas no mundo.

Nesse sistema, baseado em estudos filogenéticos até o nível molecular, algumas famílias botânicas desapareceram e outras foram criadas e alguns gêneros foram transferidos de uma família para outra (exemplo : as espécies de Chenopodium da família Chenopodiaceae, agora estão em Amaranthaceae porque se constatou, a nível molecular, que são semelhantes às dessa família e Chenopodiaceae, dessa forma, não existe mais).

Para maiores informações sobre o APG III sugerimos uma consulta ao livro Botânica Sistemática - Guia ilustrado para identificação das famílias de Fanerógamas nativas e exóticas no Brasil, baseado em APG III - 3a edição de V. Souza e H. Lorenzi (2012).

Foram consideradas somente espécies daninhas que ocorrem em solos cultivados e em solos sob plantio direto. Espécies de ocorrência oclusiva em pastagens, gramados, terrenos baldios, leito de linhas férreas, beira de estradas e ambientes aquáticos não foram incluídas. Alguns nomes foram corrigidos em relação às edições anteriores, seja porque mudaram em função de revisões botânicas recentes, seja porque se constatou que estavam errados. No primeiro caso, é apresentado o nome anterior sob o item “Sin.” (sinonímia científica).


 



 
Promoções
Manejo Ambiental Agrícola
de R$ 175,00
por R$ 157,00
Ecnomize R$ 18,00

Melhoramento Genético do Gado Leiteiro
de R$ 55,00
por R$ 50,00
Ecnomize R$ 5,00

Fundamentos de Ecologia
de R$ 189,90
por R$ 180,90
Ecnomize R$ 9,00

MANUAL DE DESCRIÇÃO E COLETA DE SOLO NO CAMPO - 7ª EDIÇÃO
de R$ 35,00
por R$ 25,00
Ecnomize R$ 10,00


Como Comprar || Termos de Uso || Fretes e Entrega || Garantia dos produtos || Segurança || Politica de Privacidade || Quem Somos ||
Mapa do Site || Contatos || Indique nossa loja